7 referências sobre estudos de gênero [#nenhumamulhermereceserestuprada] [#ninguemmerece]

Foto retirada de http://revistagambiarra.com.br/site/editorial-eu-nao-mereco-ser-estuprada/

Questões de gênero têm percorrido debates públicos há algumas décadas. Seja pelo ativismo a favor da igualdade, seja a denúncia sobre uma série de violências (físicas e simbólicas) sofridas constantemente pelas mulheres, este é um campo de estudos necessário e importante, que tende a iluminar possibilidades, reflexões e soluções com impacto direto no cotidiano de toda a sociedade.

Os pitacos de hoje são sobre o tema, referências de estudos de gênero, dados pela pesquisadora Íris do Carmo (Doutoranda – Unicamp), que trazem alguns títulos interessantes para temática.

Razões para um post como este não faltam, mas vale ressaltar um fato recente que nos estimula a trazer essa lista de referências: uma pesquisa feita por um instituto que apontara alta porcentagem de pessoas que concordavam com a ideia de que a maior culpada por ataques sexuais é a próxima vítima. Não é apenas um absurdo essa perspectiva, mas infelizmente recorrente (e talvez com números mais altos e introjetados na sociedade do que qualquer pesquisa poderia captar). Fica a mensagem desse blog que apoia a luta pela igualdade de gênero (em todas as instâncias) e acredita veementemente que #NENHUMAMULHERMERECESERESTUPRADA #NINGUEMMERECE (…)

10 referências de livros censurados pela Ditadura Militar (1964-1984)

pitacodemia-ditaduralivros

Regimes ditatoriais ou governos de exceção geralmente deixam marcas na cultura de um país ou povo. Seja regime totalitário, religioso-fundamentalista ou uma junta militar, uma das primeiras atitudes desses regimes é a proibição de livros e outros conteúdos culturais, que estimulariam ou disseminariam ideias tidas como “subversivas.

Na última ditadura brasileira brasileira não foi diferente: cerca de 500 livros (sem contar peças, jornais, etc) foram censurados (…)

8 referências sobre cannabis

pitacodemia-cannabis

Hoje o tema dos pitacos é um tanto polêmico. Polêmico não pela opinião das diferentes posições apenas, mas pelas consequências que tais opiniões têm no cotidiano das pessoas.

Quem tem acompanhado os jornais nos últimos dias, viu sobre fatos (violentos) que ocorreram em uma universidade pública no Sul do país que giravam em torno do tema “Drogas consideradas ilícitas”. Eventos como esse são recorrentes em diversos locais no país, daí a relevância do tema.

O assunto é bem complexo e pensando nisso resolvemos resolvemos trazer pitacos sobre cannabis, para ampliar referências sobre o assunto. Quem nos ajudou nessa tarefa é a filósofa Fabíola Cardoso, autora da contribuição, a quem damos a palavra a partir de agora (…)