9 referências sobre arte e tecnologia

pitacodemia-BLADE_RUNNER0

A obra de arte é um ser de sensação, e nada mais: ela existe em si.” (Deleuze e Guattari)

Com essa citação dos filósofos franceses Gilles Deleuze e Félix Guattari e a imagem de Blade Runner abrimos esse post, que tem tudo a ver com tema de hoje.

Os pitacos são sobre arte e tecnologia, e foram colaboração de Karen Keppe. Arte não é novidade por aqui (lembre que já postamos sobre arte e filosofia, e sociologia da arte), assim como tecnologia também. No entanto, a junção desses dois universos é nova e dá uma mistura interessante, digna de pitacos bem completos dados por Karen. E é com ela que deixamos a palavra. Bons pitacos!

 

Trabalho de Regina Silveira, Exposição Arte Cibernética

“Descendo a escada”, de Regina Silveira.

Hoje o pitaco entra no universo do futuro que parecia distante e que chegou sem percebermos.  Nos hiperlinks diários vida e virtual, não podemos deixar o link primórdial da arte e vida pasar batido, por isso vou “pitacar” sobre Arte e Tecnologia.

Super afetada pelas artes desde pequena, como poetisa mirim, atriz no colegial, passei a pesquisadora na faculdade de História em artes, fiz stop motion, oficinas de amplificadores analógicos e já fui até performer musical. Em São Paulo desde de 2010 me descobri agente cultural e recentemente me reaproximei da cultura digital.

Kinetic Construction (Standing Wave) 1919-20, replica 1985 by Naum Gabo 1890-1977

Cinética, Naum Gabo, Construção cinética, 1919

A arte cinética dos artistas Naum Gabo e Pevsner em 1920, com o Manifesto Realista, dá o ponta pé inicial a esse movimento, que ascende com as avanços tecnologicos. Chega ao cenário artistico brasileiro nos anos 50. Arte e mídia, vida artificial, arte transgênica, escolha seu apelido carinhoso para essas erupções criativas que usufruem de fontes tecnológicas eletrônicas, digitais, televisivas e/ou de internet como forma relavante na expressão da arte contemporanea e mergulhe nessas referencias. Não entendeu nada?! Então vamos lá!

Vamos aos pitacos:

1) Arte e Mídia. Arlindo Machado. 2007

Livrinho rápido e fácil, de apenas 80 pags, para se introduzir no tema. Cabe no bolso é uma ótima companhia, não pesa!

Op_era. Rejane Contoni e Daniela Kutschat.  Ambiente de realidade virtual, 2003.

Op_era. Rejane Contoni e Daniela Kutschat.
Ambiente de realidade virtual, 2003.

 

2) Maquina e Imaginário. Arlindo Machado. 1993

Para quem gostou do primeiro pitaco, ou já quer se aprofundar mais sobre o tema, sugiro essa coleção de ensaios do mesmo autor, que trata das questões de libertadade e criatividade na sociedade informatizada.

 

3) @rte e Mídia: perspectivas da estética digital. Priscila Arantes. 2005

Livro bem didático e com um breve panoroma das principais referencias historicas da Arte e Tecnologia. Aprofunda no histórico brasileiro, principalmente depois dos anos 90.

Aparelhos Cinecromados. Abraham Palatinik. 195x. Primeiras obras nacionais de Arte e Tecnologia.

Aparelhos Cinecromados. Abraham Palatinik. 195x. Primeiras obras nacionais de Arte e Tecnologia.

 

4) Primeiros tempos da arte/tecnologia no Brasil. Walter Zanini. In: DOMINGUES, Diana (Org.). A arte no século XXI: a humanização das tecnologias. 1997

Para quem quer aprofundar na pesquisa nacional indico esse ensaio desse historiador, crítico de arte e um dos primeiros e mais relevantes curadores de Arte e Tecnologia no Brasil.

 

5) Estética Digital: Sintopia da arte, a ciência e a tecnologia. Claudia Giannetti. 2002

Hard! Esse é para quem quer mergulhar de cabeça na teorias mais complexas sobre a tematica. Eu não li e quem me indicou é cabeçudo e especialista e não conseguiu passar da pag 30. Vire um PHD, ótimas discussões e referencias!

 

6) Media Art Histories. Org. Oliver Grau. 2007

Até agora trouxe referencias nacionais porque: a produção nacional ainda é escassa e desconhecida, me comunico com leitores brasileiros e não leio fluentemente inglês. Mas foi mais uma indicação confiavel. Ele parece a biblia da Arte e Tecnologia e tem vários ensaios de lendas vivas do ramo, artistas e curadores, read! 

 

7) Endless Sandwich, Closed-Circuit Video. Peter Weibel.1969

Já leram de mais? Então toma um video arte agora! \o/ Obra referencia de uns do nomes mais relevantes da arte e tecnologia, artista, curador e professor. Nessa obra ele questiona o papel do espectador, através da identificacão imediata do espectador, num loop fractal que leva a auto-observação.


8) Reflexão 3_Arte Cibernética no Metrô. Raquel Kogan. 2005

Obra interativa de artista nacional que investiga as relações do usuário-sistema. Vídeo demonstrativo, com a artista explicando a obra.

 

9) Blade Runner, o Caçador de Andróides. dirigido por Ridley Scott. 1982

E para finalizar, vamos descontrair com uma obra clássica de ficção cientifica, que passa em 2019 (tá chegando!!!). Um portal direto para o mundo tecnológico/futurista, onde o conflito central é mostrar as aproximações entre os robôs e os humanos. Podemos inverter de papeis? Ter as mesmas questões? Reflexão que permeia nosso imaginário e todas as pessoas fanáticas por arte e tecnologia são viciadas.

 

Espero que tenha gostado e sejam uteis meus pitacos! Caso queira trocar mais figurinhas, são sempre bem vindas, de artes e afins meu email é karenkeppe@gmail.com.

 

E aí, curtiram as referências da Karen? Têm mais pitacos sobre esse tema interessante? Deixe seus comentários abaixo!

 

Bons pitacos!

Pitacos por:

Karen Keppe

Gestora e Produtora Cultural