10(+14) referências nacionais sobre Internet (listão!!)

pitacodemiainternac.001

Pitacodemia está no ar!

E dessa vez, fugindo um pouco do protocolo (de até 10 referências), estamos com uma listona incrível de pitacos sobre Internet, dados pelo pesquisador e educador Jonas Medeiros – um dos autores do excelente livro “Escolas de Luta“.

Nessa lista encontramos referências pertencentes a produção nacional. Para quem quiser também, publicamos uma outra lista com versão nacional no site :)

Bom, tem muita coisa para quem tem interesse na temática ;)

Bons pitacos e aproveite essa lista!

 

  1. DIAS, Adriana. Links de ódio: uma etnografia do racismo na Internet. Orient. Maria Suely Kofes. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) – IFCH/Unicamp, Campinas, 2005. Disponível em: https://www.academia.edu/4430506/Links_de_%C3%B3dio
  2. DIAS, Adriana. Os anacronautas do teutonismo virtual: uma etnografia do neonazismo na internet. Orient. Maria Suely Kofes. Dissertação (Mestrado em Antropologia) – IFCH/Unicamp, Campinas, 2005.
  3. FACIOLI, Lara Rodrigues; MISKOLCI, Richard. “Conectadas: experiência de subalternidade e ajuda-mútua feminina online entre mulheres de classes populares”. Mediações, Londrina, v. 20, p. 129-159, 2015.
  4. GOMES, Wilson. A política na timeline: crônicas de comunicação e política em redes sociais digitais. Salvador: EDUFBA, 2014.
  5. GUIMARÃES JR., Mário José Lopes. Vivendo no Palace: etnografia de um ambiente de sociabilidade no Ciberespaço. Orient. Theophilos Rifiotis. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – UFSC, Florianópolis, 2000.
  6. LEMOS, André. “Cibercultura: alguns pontos para compreender a nossa época”. In: LEMOS, André; CUNHA, Paulo (Org.). Olhares sobre a cibercultura. Porto Alegre: Sulina, 2003. p.11-23.
  7. MAIA, Rousiley; GOMES, Wilson; MARQUES, Francisco (Org.). Internet e participação política no Brasil. Porto Alegre: Sulina, 2011.
  8. MAIA, Rousiley; REZENDE, Thaiane. “Democracia e a ecologia complexa das redes sociais online: um estudo sobre discussões acerca do racismo e da homofobia”. InTexto, Porto Alegre, n. 34, p. 492-512, set./dez. 2015.
  9. MALINI, Fábio; ANTOUN, Henrique. A internet e a rua: ciberativismo e mobilização nas redes sociais. Porto Alegre: Sulina, 2013. Disponível em: http://www.liinc.ufrj.br/pt/attachments/316_A-internet-e-a-rua-.-online.pdf
  10. MATOS, Carolina. “The Internet for the Public Interest: Overcoming the digital divide in Brazil”. In: MARTENS, Cheryl; VIVARES, Ernesto; McCHESNEY, Robert W. (Ed.). The International Political Economy of Communication: Media and Power in South America. New York: Palgrave Macmillan, 2014.
  11. MÁXIMO, Maria Elisa; RIFIOTIS, Theophilos; SEGATA, Jean; CRUZ, Fernanda. “A etnografia como método: vigilância semântica e metodológica nas pesquisas no ciberespaço”. In: MALDONADO, Alberto Efendy; MÁXIMO, Maria Elisa; LACERDA, Juciano de Sousa; BIANCHI, Graziela (Org.). Epistemologia, Investigação e Formação Científica em Comunicação. Rio do Sul: UNIDAVI, 2012. p. 293-319.
  12. MISKOLCI, Richard. “Novas Conexões: notas teórico-metodológicas para pesquisas sobre o uso de mídias digitais”. Cronos, Natal, v. 12, p. 9-22, 2011.
  13. NUNES, Rodrigo. Organisation of the Organisationless: Collective Action After Networks. PML Books, 2014. Disponível em: http://www.metamute.org/sites/www.metamute.org/files/pml/Organisation-of-the-Organisationless.pdf
  14. PELUCIO, Larissa; PAIT, Heloisa; TEIXEIRA, Thiago (Org.). No emaranhado da rede: gênero, sexualidade e mídia – desafios teóricos e metodológicos do presente. São Paulo: Annablume, 2015.
  15. REIS, Juliana Batista dos. O bairro está online? Vivências e sociabilidade(s) juvenis em um bairro da região metropolitana de Belo Horizonte. Orient. ; co-orient. Juarez Dayrell. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – UFSCar, São Carlos, 2009.
  16. REIS, Juliana Batista dos. Transversalidade nos modos de socialização e individuação: experiências juvenis em rede. Orient. Juarez Dayrell. Tese (Doutorado em Educação) – UFMG, Belo Horizonte, 2014.
  17. RIFIOTIS, Theophilos. “Antropologia do Ciberespaço: questões teórico-metodológicas sobre a pesquisa de campo e modelos de sociabilidade”. Antropologia em Primeira Mão, Florianópolis, v. 51, p. 1-19, 2002.
  18. RIFIOTIS, Theophilos; MÁXIMO, Maria Elisa; SEGATA, Jean; LACERDA, Juciano de S. Antropologia no ciberespaço. Florianópolis: Edufsc, 2010.
  19. RIFIOTIS, Theophilos. “Desafios contemporâneos para a antropologia no ciberespaço: o lugar da técnica”. Civitas, Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 566-578 set./dez. 2012.
  20. RIFIOTIS, Theophilos. “Etnografia no ciberespaço como ‘repovoamento’ e ‘explicação'”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 31, n. 90, p. 85-98, fev. 2016.
  21. RÜDIGER, Francisco. “Os estudos de mídia e a problemática epistemológica da teoria da midiatização: uma nova escolástica”. InTexto. Porto Alegre, v. 34, p. 745-769, 2015.
  22. SEGATA, Jean. Lontras e a Construção de Laços no Orkut: uma antropologia no ciberespaço. Orient. Theophilos Rifiotis. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – UFSC, Ilha de Santa Catarina, 2007. Publicada em livro por: Rio do Sul: Nova Era, 2008.
  23. SEGATA, Jean. “O Ciberespaço, A Etnografia e Algumas Caixas Pretas”. Revista Z Cultural, Rio de Janeiro, v. 1, p. 5-12, 2015.
  24. SEGATA, Jean. “A inventividade da rede”. Rastros, Joinville, v. XVI, n. 2, p. 139-149, dez. 2013.

 

É isso. Bons pitacos e compartilhem essa lista :)

 

Até a próxima!

 

Pitacos por:

Jonas Medeiros