10 referências de literatura pra ler no metrô

pitacodemia-lendonometro

No corre-corre do dia a dia, muita gente procura formas de distração no caminho entre casa-trabalho ou casa-escola, e vice versa. Seja música, jogos ou o bom e velho livro, há sempre boas opções para se ocupar no trânsito (que pode tomar bastante de seu tempo em cidades como São Paulo).

Inspirados por uma demanda de pitacos da historiadora Ivânia Valin, fazemos hoje a primeira lista de pitacos dados de forma coletiva. Ivânia, doutoranda em História, nos disse que vive às voltas de livros e mais livros acadêmicos e, por conta disso, gosta de usar seu tempo de deslocamento para ler coisas mais leves e relaxantes.

Então, ela chamou uma série de amigos leitores para dar pitacos sobre “bons livros para se ler enquanto está no metrô”, e o Pitacodemia para publicar essa lista, feita de forma coletiva, e útil como referência para muitas pessoas. Topamos a sugestão na hora, que pode ser também uma bela dica para o final de semana ;)

Vamos aos pitacos:

1) José Saramago. Caim.

2) Lydia Davis. Tipos de Perturbação.

3) Nelson Rodrigues. Engraçadinha.

4) Peter Ésterhazy. Uma Mulher.

5) Pierre Boulle. Planeta dos Macacos.

6) Valter Hugo Mãe. Máquina de Fazer Espanhóis.

7) João Antônio.  Malagueta, Perus e Bacanaço.

8) Juan Pablo Villalobos. Festa no Covil.

9) Adolfo Bioy Casares. Diário da Guerra do Porco.

10) Ernesto Sabato. O túnel.

 

E você? Tem pitacos de bons livros para se ler no metrô (ou para um momento de distração)? Deixe seu pitaco abaixo!

 

Bom final de semana e Bons pitacos!

 

Pitacos coletivos demandados por:

Ivânia Valin

Doutoranda em História (USP)

 

Foto retirada da série Reading-Riders of the NYC Subwaydo projeto Underground New York Public Library.